Viajar com o pet, além de ser uma experiência agradável é, muitas vezes, uma experiência necessária para o tutor do cão ou gato. Nessas viagens é possível compartilhar muitos momentos gostosos, além de levar muito entretenimento e aventura para o seu pet.

Porém, existem regras para transportes de animais em aviões, regras essas que você confere aqui.

Documentos para viajar com o PET

Não é só você, os gatinhos e cães também precisam de documentos para viajar. Por isso, em viagens nacionais é preciso:

  • Ter em mãos a carteira de vacinação do seu animal, com a vacina antirrábica constando entre 30 dias e um ano da data da viagem;
  • Atestado de saúde do animal pelo veterinário, feito em até 10 dias antes do voo.

Para viagens internacionais é preciso:

  • Certificado Zoossanitário Internacional, documento apresentado pelo serviço sanitário oficial, comprovando a procedência do animal e garantindo a segurança para a viagem;
  • CVI (Certificado Veterinário Internacional) ou passaporte para trânsito de cães e gatos;
  • Atestado de saúde, laudo de sorologia, carteira de vacinação;
  • Algumas vezes são exigidos microchips ou tatuagem de identificação animal.

Dicas úteis para viajar com o PET

Além da preocupação com documentação, é necessário que o dono do pet se atente em alguns detalhes, para que a viagem seja confortável para o animal, por isso:

Confira se a empresa aérea oferece transporte de animais

Companhias que oferecem esse serviço fornece caixas e facilidades para o transporte animal, por isso, confira esse diferencial.

Leve seu animal ao veterinário antes da viagem

Nem sempre é fácil saber se está tudo perfeitamente bem com o seu pet, portanto, leve-o ao seu veterinário de confiança antes da viagem, perguntando ao especialista se o animal pode viajar. Aproveite para colocar as vacinas em dia no prazo certo e fazer a vermifugação do animal.

Adquira uma caixa de transporte

Essa caixa precisa estar adequada e confortável para o animal, assim evitará transtornos e o pet terá uma viagem muito mais confortável e menos estressante. A caixa não pode ser muito apertada, permitindo que o animal se movimente e arrume sua posição dentro dela.

Antes da viagem, acostume o seu pet com a caixa

Alguns animais gostam da caixa naturalmente, pois se sentem seguros, outros já não se agradam tanto. Por isso, antes da viagem deixe a caixa perto dele, coloque petiscos no interior dela e feche a porta da caixa quando o animal se sentir seguro por pouco tempo. Faça de tudo para que ele se acostume com ela aos poucos.

Também é indicado deixar um brinquedo favorito na caixa de transporte durante a fase de adaptação. Coloque o brinquedo na caixa no momento da viagem, passando segurança e familiaridade para o animal.

Não viaje com animais de saúde frágil

Pode ser perigoso viajar com seu pet se ele estiver muito idoso, muito novo, gestante ou for muito medroso, pois esses pets necessitam de atenção especial e podem sofrer com esse momento. Além disso, se for viajar com o seu animal chegue mais cedo no aeroporto, para mostrar toda a documentação e fazer todos os procedimentos de viagem.


0 comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: