Apresentada na semana passada em Montreal, a nova aeronave Airbus 220-300 da Air Canada foi projetada para dar continuidade ao projeto de modernização de sua frota. O avião também vai ajudar a companhia a reduzir a emissão de carbono por meio de uma redução de 20% no consumo de combustível por assento.

“Este é um momento histórico para a Air Canada, pois estamos dando boas-vindas ao Airbus A220 em nossa frota e somos a primeira companhia aérea do Canadá a operar esta aeronave de última geração, projetada pela Bombardier em Mirabel, Quebec. Nossos clientes vão desfrutar de um nível de conforto incomparável em uma aeronave de corredor único, que tem uma eficiência operacional que promete benefícios ambientais e de custo significativos. A chegada da primeira aeronave, do nosso pedido de 45 A220, com um valor de tabela de CAD$ 3,8 bilhões aplicados no momento em que foi feita a solicitação, ressalta a nossa contribuição para a indústria aeroespacial e para a economia do Canadá”, afirma o presidente e CEO da Air Canada, Calin Rovinescu.

O primeiro voo comercial da aeronave foi operado em 16 de janeiro, entre Montreal e Calgary, no Canadá. O modelo A220 vai operar voos a partir de Montreal e Toronto em rotas já existentes no Canadá e entre fronteiras, como Ottawa, Winnipeg, Calgary, Edmonton e Nova York. As duas primeiras novas rotas do A220 da Air Canada começam em 4 de maio de 2020 com o lançamento do voo de Montreal para Seattle e de Toronto para San Jose, na Califórnia.