Falou em Bariloche, pensou em neve! Essa é a visão da maioria das pessoas que buscam destinos para curtir o inverno, pois já logo imaginam as montanhas branquinhas e as pistas de ski. Mas o que a maioria não sabe, é que Bariloche sem neve faz todo sentido e também poderia levar facilmente a fama de um ótimo lugar para passar o verão, que acontece de dezembro a março. Em todas as épocas do ano há ótimas opções de passeios, as paisagens apenas assumem outros visuais.

Bariloche fica localizada na região dos lagos andinos, que durante o verão, os argentinos consideram como praias. São lagos de água cristalina, em tons de verde e azul, e emoldurados pelas montanhas. O calor é agradável, com temperaturas amenas, o céu é limpo, pois é época de seca, e os dias são longos, costumam anoitecer entre 21h e 22h. É o destino ideal para quem procura contato com a natureza!

Preparamos um checklist dos passeios e atividades que não podem faltar no seu roteiro de verão:

  • Circuito Chico: programa indispensável em qualquer estação! É um percurso de 65 km à margem sul do Lago Nahuel Huapi, para conhecer as paisagens deslumbrantes da região. O trajeto dura em torno de 4h, com alguns mirantes e pontos de visita durante o caminho, e geralmente termina no famoso Hotel Llao Llao, que inclusive, se você tiver oportunidade, é uma ótima opção de hospedagem.
  • Caiaque e SUP: os esportes praticados nos lagos são uma ótima pedida para o verão, é possível encontrar pontos de aluguel de caiaque e pranchas de Stand Up Paddle em vários lugares, por exemplo, no Lago Moreno, que faz divisa com o Nahuel Huapi, no Traful, Escondido, Correntoso, Gutierrez, entre outros.
  • Trilhas: invista nas trilhas e caminhadas pelas montanhas, todo o esforço e a conexão com a natureza faz valer ainda mais a pena a chegada ao topo. A dica é não deixar de ir ao Cerro Campanário – considerada uma das vistas mais lindas de Bariloche –, Cerro Otto e Cerro Lopez.
  • Assim como no inverno, no verão os teleféricos também são utilizados para chegar aos mirantes que ficam no topo das montanhas, então mesmo querendo apostar nas trilhas, não deixe de conhecer, é uma experiência super agradável. Os principais são os do Cerro Otto (visite a Confeitaria Giratória) e do Cerro Campanário.
  • Rafting no Rio Manso: são cerca de 12 km de rio, passando por 10 corredeiras, intercalando os níveis do rafting entre leve e intenso. O rio tem água cristalina e esverdeada, e é cercado por cânions. Em alguns pontos onde se formam piscinas naturais, há paradas para mergulho. Se você gosta de aventuras, pode apostar nessa!
  • Puerto Blest: o passeio é feito de barco pelo Brazo Blest, um dos braços do Lago Nahuel Huapi, passa pela Cascata Los Cantáros e depois segue até Puerto Blest, onde os visitantes descem para aproveitar a paisagem incrível do local. O trajeto dura em torno de 1h30. É um passeio indispensável em qualquer época!
  • Bosque Arrayanes: é o passeio de barco que sai de Puerto Pañuelo e segue para o bosque que foi inspiração para o filme Bambi do Walt Disney. Após desembarcar, você pode fazer a trilha pelo Arrayanes.
  • Cerro Catedral: apesar de ser uma estação de ski, mesmo sem neve, há algumas atrações, como trilhas guiadas, rapel, escaladas e passeios de quadriciclo. Mas é importante checar antes de ir, porque em alguns períodos do ano as atividades são encerradas.
  • Cavalgadas: nas áreas que cercam o parque nacional, existem diversas fazendas e haras que oferecem passeios a cavalo, tanto para iniciantes como para quem já tem experiência.

Dica: Para fazer alguns passeios, esportes e trajetos sugeridos, procure um guia ou uma agência de turismo, garantindo mais segurança e menos chance de entrar em furadas.

Rota dos 7 Lagos

A 90 km de Bariloche está a Villa La Angostura, uma cidadezinha encantadora que dá início à Rota dos 7 Lagos, um percurso de 108 km repleto de lagos (apesar do nome, são mais de sete) que vai até San Martín de Los Andes. Ou seja, Bariloche é apenas uma parte do que a região oferece para curtir o verão. Se você tiver tempo, não deixe de conhecer os arredores.

Dica: O Lago Correntoso, em Villa La Angostura, é considerado um dos mais bonitos e com a água de temperatura mais agradável – morna – de toda a região dos lagos.

Verão em Bariloche: passagens mais baratas

Além de todo o visual e experiências que Bariloche oferece no verão, o grande atrativo começa muito antes: é possível encontrar ótimas promoções de passagem, já que a procura é bem menor do que no inverno.

Escolha um hotel com vista!

Como durante o inverno o valor da hospedagem também sobe muito, talvez o verão seja a oportunidade de ficar nos melhores lugares pagando menos. Nossa dica é que você aproveite as paisagens da região, tanto as montanhas, quanto os lagos, e escolha um hotel que te ofereça uma vista agradável, com certeza vai agregar ainda mais valor à essa experiência.